Corset, corselet ou corpete?

Com a moda do underwear como outwear os elementos do underwear tem sido usados por baixo, por cima de blusas, e até sozinhos, apenas acompanhados de bottons (que são as partes de baixo). Desde Paul Poiret que os espartilhos e afins não tem mais a função de compressão. E nada melhor do que esclarecer algumas coisinhas pra ninguém se confundir na hora de comprar o seu, né?!

Os Corset e os espartilho são sinônimos. São modelos mais estruturados, confeccionados com várias camadas de tecidos e costuras reforçadas (daqueles que a Dita Von Teese usa e achamos liéndo!). Um bom corset não é encontrado pra vender, assim, em qualquer vitrine. Os bons são feitos sob medida pra ser moldado no próprio formato do seu corpo, e não machucar ou deformar. Existem três modelos: overbust, midbust, underbust ou waist cincher.

corset

Já o Corselet é aquele típico de sex-shop, com barbatanas e material elástico (que também são rígidos, mas menos que os corsets). A diferença básica entre os corselets e os corpetes está na estrutura da peça, porque esteticamente são bem parecidos. Os corpetes estão mais pra blusinhas disfarçadas de corselets, por assim dizer. Também tem barbatanas, mas não usam forro, o que torna a peça mais leve.

Vale lembrar que não é recomendado lavá-los com freqüência. Então, quando usar, é bom deixar a peça respirar um pouco, longe do sol, antes de guardá-la. E, pela contra-indicação de lavagens, não é bom usar um dia inteiro, nem muitas vezes seguidas. Assim seu corset/corselet/corpete vai ficar cheirosinho e conservado por muito mais tempo!

Anúncios

Sobre Renata Dania

A Rê é formada em Design de Moda na Universidade Estadual de Londrina (UEL). Hoje ela mora em São Paulo, vindo de Londrina, mas já morou em vááárias cidades diferentes. Natural de Joinville - SC, trabalha com desenvolvimento de coleção e produção de moda para underwear. Figurino, editorial, produção, fotografia, criação, ilustração...são tantos os assuntos de seu interesse dentro da moda que fica difícil escolher um só. Mas agulha boa não da ponto sem nó e foi no estágio feito em maio de 2009, numa empresa de underwear, que a Rê descobriu sua verdadeira paixão. www.facebook.com/renatadania
Esse post foi publicado em Consultoria do Renda e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s