Pra tratar com amor e carinho

Sou suspeita pra falar de lingerie porque, desde que ganhei meu primeiro conjunto (um Valisére de algodão com pérolas), aos 13 anos, me apaixonei pra toda a vida. As opções de modelos, cores, aviamentos e acessórios que estão disponíveis no mercado, hoje, são inúmeras – e tem pra todo gosto. Não importa se você é daquelas que gosta de conjuntos de algodão dos mais simples, só com um lacinho de cetim no meio da peça, ou se você gosta daqueles conjuntos elaboradíssimos, com direito a Swarovskis e rendas francesas, o que quero lembrar com esse post é do cuidado com a lingerie. Por mais simples que seja a sua lingerie, ela merece um cuidado todo especial, já que é o primeiro elemento a entrar em contato com o seu corpitcho. E também não adianta dizer que não tem tempo, porque isso é coisa rara pra todo mundo. Lavar lingerie, tem que ser À MÃO, com sabão neutro ou de coco. Pra quem lava calcinha no banho, não é bom usar água quente, no máximo morna, e tem um produto próprio para essas lavagens chamado Higicalcinha que já testei e indico. Isso vai garantir que você terá sua peça por muito mais tempo, livre de peelings (aquelas bolinhas), costuras estouradas ou tecidos desfiados. Porque lingerie já não é artigo dos mais baratos, então vale a pena cuidar, né?! Se você não tempo meeeesmo de lavar sua lingerie à mão, lave naqueles saquinhos próprios pra colocar na máquina de lavar (já encontrei na Tok&stok, no Carrefur, Multicoisas e lojas do gênero). Coloque poucas peças em cada saquinho, de preferência de mesma cor.  Também tem o “porta-lingerie” pra máquina de lavar que é bem legal, mas é meio carinho e não sei onde encontra pra comprar. E, gente, sutiã não precisa torcer! Dê só uma apertadinha no bojo pra tirar o excesso de água e já pode pendurar. E nada de colocar na máquina de secar, porque o calor danifica o elástico, ok?!

tratar com amor e carinho

E o cuidado não é só pra hora de lavar: não é bom usar a mesma peça (no caso dos sutiãs, claro) muitas vezes, pra facilitar na hora da lavagem e conservar mais a peça. Na hora de guardar, as calcinhas podem ser empilhadas e abertas ou dobradas e enfileiradas (assim ocupa menos espaço e é mais fácil de visualizar). Já os sutiãs, é melhor acomodar em gaveta, aberto, um seguido do outro, assim não corre o risco de deformar ou causar estrias no bojo. Tem mais um monte de cuidados que a gente tem que ter com a nossa lingerie, mas isso já rende um outro post. Agora é colocar as dicas em prática, que roupa bem cuidada é outra coisa, né?!

Anúncios

Sobre Renata Dania

A Rê é formada em Design de Moda na Universidade Estadual de Londrina (UEL). Hoje ela mora em São Paulo, vindo de Londrina, mas já morou em vááárias cidades diferentes. Natural de Joinville - SC, trabalha com desenvolvimento de coleção e produção de moda para underwear. Figurino, editorial, produção, fotografia, criação, ilustração...são tantos os assuntos de seu interesse dentro da moda que fica difícil escolher um só. Mas agulha boa não da ponto sem nó e foi no estágio feito em maio de 2009, numa empresa de underwear, que a Rê descobriu sua verdadeira paixão. www.facebook.com/renatadania
Esse post foi publicado em Consultoria do Renda e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s