Analisando fotografias de lingerie

Um dos exercícios que eu considero bem interessante é o de analisar imagens. Na faculdade e na pós os professores sempre falavam da importância de saber ler uma imagem para depois saber produzir uma. Acho que parte da mesma máxima do escrever bem e ler muito. Ou quanto mais você lê, melhor você escreve.

Resolvi me forçar a praticar mais esse exercício e de quebra ainda compartilhar ele aqui no blog. E pra começar escolhi essa imagem que é da marca italiana La Perla. Eu escanei de um livro chamado L’année Lingerie 2004: objets de plaisir de Elodie Piveteau.

Eu escolhi essa imagem em primeiro lugar porque eu gosto dela. Eu sei que isso parece meio óbvio, mas é importante começar por aí. Parece que não, mas é bem mais difícil descrever porque você gosta de alguma coisa ao invés do porque não gosta.

Ela me atrai por diversas coisas, mas a primeira coisa me chamou a atenção foi a luz. Tem um foco de luz estourado no canto superior, e o resto da imagem tem uma claridade difusa. Bem suave na modelo. Essa iluminação junta com a escolha da peça e da modelo deixa a imagem inteira com o mesmo tom. Tudo tem essa coloração meio bege, dourado, castanho.

É uma composição bem equilibrada, os “pesos” todos se complementam. Se você traçar linhas nos eixos vai perceber que tanto horizontal quanto verticalmente a imagem é equilibrada. Vale ressaltar que equilíbrio não é a mesma coisa de espelhamento. A imagem não precisa ter os dois lados iguais pra ser equilibrada. Ela precisa ter pesos que se “complementam”. Por exemplo, na fotografia da La Perla percebe-se bem esse jogo de luz e sombra para fazer o equilíbrio.

Outro detalhe que eu considero primordial pra essa imagem ter a força que ela tem é a modelo (que eu não sei quem é), o formato do rosto, o olhar meio escondido nos cabelos cacheados, linda!

E pra finalizar… (tem muito mais coisa pra analisar, é só pro post não ficar maior do que ele já está) a LINGERIE! Linda, maravilhosa. A cor, a modelagem, o bordado. Eu não sei se é estampa, aplicação ou se é bordado no tecido. Vou perguntar pra Re, ela deve saber disso melhor que eu! Eu gosto bem mais do sutiã do que da calcinha. Não sei explicar muito bem por que. Eu só acho que o sutiã é assim: oh! Que lindo! E a calcinha é: ok, uma calcinha bonita… hehehehe

Ah gente, me desculpa pela falta de informação sobre a fotografia, quem foi o fotógrafo, etc, mas eu realmente não sei, não achei na net. Vou continuar pesquisando, se eu achar faço a atualização aqui. =]

Anúncios

Sobre Laís de Souza

A Lalá fez Design Gráfico na UEL e foi lá que ela conheceu a Rê e foi se apaixonando pela moda. Saiu de Londrina em 2008 e terminou a pós dela em Styling de Moda pelo SENAC-SP em 2010. Mora em São Paulo e trabalha com produção de moda e styling. Apaixonada por música, fotografia, tudo que se pode vestir, amigos, família e por-do-sol. Ah sim, e agora a Lalá arrumou mais uma paixão: underwear! "keep the car running"
Esse post foi publicado em Reflexões do Renda e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Analisando fotografias de lingerie

  1. Renata Dania disse:

    Lélis, o tecido desse conjunto é feito de “laise” (lê-se “lési”). Aqui no Brasil as mais comuns são aquelas brancas de algodão. Mas, por definição as laises são desenhos bordados em toda a extensão de um tecido. Podem ser de algodão, tule ou nylon.
    :]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s